25/03/2021

APM e Associações que representam o turismo paulista se reúnem com o Secretário de Turismo

O presidente da APM, Fred Guidoni, que é ex-prefeito de Campos do Jordão, o presidente da Aprecesp, Marco Antônio de Oliveira e o presidente da Amitesp Murilo Pinheiro, se reuniram com o Secretário de Turismo do Estado de São Paulo Vinícius Lummertz, para discutir a criação de uma plataforma de orientação para mitigar as perdas do setor, a adoção de medidas emergenciais e o fomento da atividade no pós-pandemia, com ações que podem ser realizadas no âmbito dos municípios paulistas.

 
Contando com o apoio de pesquisadores da FEA e das associações que representam os municípios, a ideia é oferecer aos prefeitos e prefeitas subsídios, para o reparcelamento de dívidas, postergação de vencimentos e isenção de taxas, que podem beneficiar os empreendedores do setor e que estejam amparadas pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

 
“São medidas importantes que auxiliam as pessoas neste momento difícil para o setor e que as Prefeituras podem editar, sem ferir a lei e agindo com responsabilidade. É tempo de união e soma de esforços, cada um fazendo o que pode para ajudar”, afirma Fred Guidoni.

 
A ideia também é propor medidas que podem ser adotados pelos municípios para facilitar o acesso ao crédito e aos projetos de capacitação de empreendedores, sobretudo para a conscientização de que a migração para o digital será inevitável e a criação de propostas de planejamento para o futuro, no pós-pandemia.

 
Vamos conviver com o vírus durante muito tempo. O mercado está se adaptando, os negócios estão mudando, o acesso será cada vez mais online e os municípios turísticos, em especial os pequenos e médios, precisarão investir na capacitação, buscar cada vez mais a sua diferenciação, para terem relevância no mercado. Disso dependerá o futuro da atividade no pós pandemia”, explica o presidente a APM.
 
FONTE: APM